• Pensamentos
  • 3 ago 2017

    O falso deus que habita em mim

    A cada dia que passa percebemos como o ser humano está mais propenso ao erro. Percebemos ainda que isso é natural do homem caído – uma vez que o mesmo deixou se envolver pelo pecado apenas para desfrutar do fruto da árvore da vida. Sendo assim, por mais que tentamos nos afastar do pecado, temos a tentação de irmos atrás do mesmo, uma vez que desde a queda, o homem obteve o conhecimento do bem e do mal.

    Temos ainda a convicção e sabemos que sem Deus nada somos. Porém, os dias não são mais os mesmos e o ser humano continua a sua busca incansável de ser de fato a imagem e a semelhança de Deus. Entretanto, nessa busca incansável, nos deparamos com erros e fracassos que nos permitimos. Devemos ter em mente que, a nossa busca de sermos a Sua imagem não é para sermos Ele. Alguns homens confundiram o que de fato estão fazendo, e por isso, acabam deixando de acreditar em nosso Pai Celestial, e passam a acreditar em seu deus interno.

    Quando temos a convicção de que somos de fato filhos, chamados por Cristo a realizar a boa obra, tentamos eliminar ao máximo o falso deus de nós mesmos. A partir do momento em que crucificamos o nosso eu, em busca de uma santidade para engrandecer apenas o nome dEle, percebemos que fomos criados e chamados para isso: louvar o Seu Santo nome.

    Então que possamos a cada dia nos voltarmos a Ele. Acreditarmos que Ele é o Verdadeiro Deus – e que possamos assassinar o falso que existe dentro de nós mesmos.

  • Resenhas
  • 31 jul 2017

    RESENHA: O AR QUE ELE RESPIRA

    Título: O ar que ele respira
    Autor (a): Brittainy C. Cherry
    Editora: Record
    Ano: 2016
    Onde comprar: Amazon|Saraiva
    Classificação: 5/5 

    Sinopse: Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.

    Até que ponto vai o seu amor por alguém? Até que ponto você pode se permitir sentir aquilo que jamais pensou que sentiria pela primeira vez? O que sentir quando o seu mundo de forma trágica vira em pedaços e você não sabe como seguir? Não sabe como respirar? Esses são alguns questionamentos que me fizeram pensar durante a leitura desse livro. Uma história que nos faz pensar e percebermos que devemos sim viver um dia de cada vez – porquê talvez o amanhã não chegue. 

    Nessa leitura Brittainy Cherry nos convida a embarcamos e conhecermos uma vida totalmente cheia de lembranças de Elizabeth: uma mulher que sendo mãe, perdeu em um trágico acidente seu amado marido. Com uma filha para criar, e uma vida para ser seguida em frente, depois de algum tempo, ela resolve voltar a antiga casa e tentar de uma vez por todas viver o presente e cuidar de sua filha – uma criança tão fofa/linda, que dá vontade de tirar do livro e trazer pra casa.

    Confesso que logo de início achei Elizabeth uma personagem forte. Vi o quanto ela sofreu pela morte de seu marido, e isso me fez sentir a tristeza dela – a ponto de defende-lá o tempo todo quando o nosso personagem Tristan Colen aparecia. Diferente de Elizabeth que já simpatizei logo de cara, Tristan não me conquistou. Por conta da grosseria dele e por ser ríspido o tempo todo, simplesmente desistia de continuar o livro – sempre que lia pensava: gente! Que homem ogro!!!! kkkkk

    Tudo bem que depois descobrimos o motivo de tanto remorso. Acredito que Tristan  não é logo de cara compreendido, e as pessoas acabam achando o mesmo sem noção. Mas o que acontece, é que o modo grosseiro é o modo que o mesmo – ao meu ver – encontrou de proteger pessoas que ele possa vir a amar daquilo que ele acredita ser: um monstro. Entretanto, quando a leitura começa a fluir e você vai conhecendo o personagem, não tem como não se apaixonar *-*

    Eu, particularmente me encantei pelo livro e pela escrita da autora. Não é um gênero que costumo ler, mas a cada dia que passa, estou mais apaixonada por gênero assim, haha. Estou muito piriguete literária kkk.

    Além disso, o que esperar de um homão como Tristan? Muito amor, viu? kkk eu garanto *-* esse estilo lenhador/lindo/secxy. Os personagens secundários são bem presentes na história também. Com isso, o plot twist do livro é sensacional. Eu, particularmente não lembro de um tão bom como esse – que me surpreendeu de tal forma como esse me surpreendeu.

    Então fica aqui o meu mais sincero amor em forma dessa resenha/comentários sobre o livro. Espero que vocês tenham gostado, e essa semana é provável que já saia uma nova resenha. 

    E vocês? Já leram o livro? O que acharam?

     

    ”Mas, enquanto o ar continuar enchendo meus pulmões, enquanto eu respirar (…) vou lutar por você. Vou lutar por nós.”

  • Resenhas
  • 17 jul 2017

    RESENHA: AGORA E PARA SEMPRE, LARA JEAN

    Título: Agora e Para Sempre, Lara Jean
    Autor (a): Jenny Han
    Editora: Intrínseca
    Ano: 2017
    Onde comprar: Amazon /Saraiva
    Classificação: 5/5 <3

    Sinopse: Na surpreendente e emocionante conclusão da série, o último ano de Lara Jean no colégio não podia estar melhor: ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a Sra. Rothschild; e sua irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito – organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura -, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar. A menina viu Margot passar pelos mesmos questionamentos, e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família – e, quem sabe, o amor de sua vida – para trás.

    Ei gente! Tudo bem? Hoje finalmente resolvi voltar com as resenhas no blog <3 fazia algum tempo que estava sem postar por aqui – por conta da correria que já expliquei no post abaixo. Sendo assim, nada mais justo do que voltar com um dos livros que mais aguardei pelo lançamento aqui no Brasil. Pra quem me conhece, sabe que sou apaixonada pela Lara Jean, e com essa conclusão não poderia ser diferente. Bom, mas chega de blá blá blá, e vamos ao que interessa: RESENHA!

    Quando paro para observar o universo de Lara Jean, me perco no meu passado adolescente. Me apaixono por cada história que li e pude assim, saber que os sentimentos ali explorados pela autora são de fato reais. Nesse terceiro e último livro da trilogia, temos uma Lara Jean que evoluiu, e que – como gosto de pensar – apenas está iniciando sua jornada pela vida – assim como todos nós. Somos tomados por sentimentos uma vez já vivenciados, e assim, por todas as dúvidas e incertezas com relação ao nosso futuro. 

    Sabemos que por mais que desejamos adiá-lo, o futuro chega sem avisar! Chega nos trazendo surpresas e que nem sempre são como gostaríamos que fossem – e com a nossa personagem não foi diferente. Com toda a sua caminhada para ser iniciada – desde o primeiro namorado, a primeira vez, a escolha da faculdade – até a responsabilidade de um casamento em sua família <3

    Bom, em minha opinião sincera, não havia como a autora concluir essa trilogia de forma diferente. O mais legal, é que sabemos dos caminhos traçados por todos os personagens – não deixando assim dúvidas no ar. Além disso, o bacana da conclusão da mesma, é que o final terminou de um jeito tão inocente e fofo que não tem como não se emocionar. Tão real. Tão Lara Jean <3

    Para quem ainda não leu, peço que comece desde ontem pois é de fato uma leitura fofa, tranquila e amorzinho que vale a pena ter na sua lista de livros lidos <3

    E vocês? Já leram os livros?

  • Desejados
  • 29 jun 2017

    Comprinhas em junho + Mudanças

    Ei gente! Bom dia <3

    Como vocês estão? Espero que muito bem. Depois de anos consegui aparecer para atualizar o blog <3 porém, hoje resolvi trazer um assunto um tanto quanto inusitado e diferente por aqui. Não sei se vocês sabem, mas sou apaixonada pelo mundo da moda maquiagem.

    Sendo assim, o blog de fato foi criado com o intuito literário – entretanto, como amo compartilhar sobre o que comprei, usei, experimentei – resolvi mudar um pouco os posts relacionados ao mesmo. Fiquem calmos, pois o foco literário continua, viu? Só que como é um blog pessoal com o intuito de compartilhar o que gosto com vocês, então farei alguns posts relacionados aos assuntos mencionados acima.

    Com isso, não sei se vocês também sabem mas sou consultora da Mary Kay – e por mergulhar nesse mundo de cuidados com a pele, cosméticos e fragrâncias, fiquei ainda mais viciada em conhecer e mostrar as pessoas aquilo que realmente amo/uso e não abro mão. Tomei algumas decisões em minha vida, e espero continuar trilhando o caminho certo, e se Deus quiser, irei começar meu curso profissional de maquiagem *weee*. 

    Por isso com o final do mês chegando, resolvi investir em alguns produtos para as minhas invenções relacionadas ao mundo fashion/maquiagem e compartilhar essa experiência com vocês! Espero muito que vocês gostem <3

    Pra começar, nada mais justo que um dos meus maiores desejos cosméticos da vida: a paleta de sombras da Tarte. Para as apaixonadas de plantão, essa paleta foi um dos meus sonhos de consumo por meses – e finalmente consegui encontrá-la. Para quem mora no Espírito Santo temos o showroom da Pri <3 pensa em um lugar maravilhoso? Então é lá mesmo! Quando você entra é um paraíso de cores \o/ e pra quem não é do Estado, ela tem o instagram @beautics e ela envia pra todo o Brasil.

    Lá também encontrei esses pigmentos maravilhosos e também uma caixa com 10 cílios postiços. Então para as maquiadoras e até mesmo as apaixonadas por maquiagem de plantão, me dica do dia é: confira as novidades no insta da Pri – pois tenho certeza que irão amar.

    Essa paleta de sombras é da Tarte e é maravilhosa! A pigmentação das sombras são incríveis. Além disso, ela é uma mistura de sombras cintilantes + matte. Fiquei na dúvida em qual comprar, porém acabei me apaixonando por essa mesma.

    Mas na real mesmo, fui atrás de pigmentos e sai de lá apaixonada por três <3 acabei adquirindo esses três pigmentos maravilhosos da marca Asa de Borboleta. Fiquei apaixonada pelas cores e pela pigmentação real deles, haha. Um efeito lindo quando passei pra testar. Acabei escolhendo esses três que são: 219 Glitter Multicor, 76 Prata 104 Carmin 3D. 

     

    Bom, espero que vocês tenham gostado das dicas de hoje e ainda teremos novos posts sobre maquiagem, papelaria, livros e etc. Conto com a ajuda de vocês <3

     

    P.S: Lembrando que falta o post dos livros novos em minha estante. 

  • Resenhas
  • 28 abr 2017

    RESENHA: LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER

    Título: Lugar de Mulher é onde ela quiser
    Autora (s): Ana Paula Barbi, Clara Averbuck e Mari Messias
    Anos: 2014
    Onde comprar: Amazon
    Classificação: 4/5

    Sinopse: Chega de sites de mulher com dicas de como secar a barriga, como se vestir pra agradar homem, como decorar sua casa com itens caríssimos, como ser poderosa em 12 lições. Chega de “moda” que não cabe na maioria de nós enfiada goela abaixo. Chega de regras determinando como uma mulher deve ser, se portar, falar, existir. O Lugar de Mulher, site criado em 2014 por Ana Paula Barbi, Clara Averbuck e Mari Messias, percebeu o que muitos sites femininos ainda não perceberam: mulher não se interessa só por roupa, cabelo, maquiagem, filhos e enlouquecer seu homem em 16 passos.  Feminismo, cultura pop, corpo, sexo, política, auto-estima, consumo e muito mais você encontrará nesta linda coletânea comemorativa com textos publicados ao longo do primeiro ano de existência do site. Porque lugar de mulher é onde ela quiser.

    Ei gente! Tudo bem? Hoje resolvi trazer um livro muito interessante e um tanto quanto instigante! Em um belo dia, estava buscando e-books no site da Amazon, e eis que me deparo com essa imagem. Minha primeira reação: fiquei chocada! Uma mulher com as penas abertas e um globo terrestre entre elas. A segunda reação: morri de rir. Nisso, me instiguei em comprá-lo e começar a ler o mesmo. Então vamos as minhas considerações!

    Pra quem me conhece, sabe que nunca fui muito adepta ao feminismo. Entretanto, de uns tempos pra cá, comecei a pensar fora da caixa, e simplesmente me encantei por esse movimento que vem arrastando legiões de seguidores. A partir do momento em que me permitir pensar sobre as lutas sociais envolvendo as mulheres, me deparei que não adiantava dizer que não concordava, sendo que sempre fui uma criança feminista kkk.

    Esse livro me fez pensar em tantas coisas. Tantos padrões que nos são impostos desde que éramos apenas meninas. Desde pequenas ouvimos que devemos limpar uma casa – calma que não estou dizendo que deve deixar suja, hein? Minha mãe sempre dizia que uma vez comprou aquela vassoura de madeira pequena e um rodo pra eu ”brincar”. E diz ela que nunca toquei no mesmo, porque sempre questionava o porquê de ganhar aquilo – sem contar que nunca ”brinquei” com ele, hehe.

    Além disso, o próprio livro nos traz reflexões que vemos todos os dias em nossa sociedade, como por exemplo, revistas femininas que dão dicas de ”como conquistar um homem”… meu amor, preciso me conquistar, me amar, me aceitar e só assim, poderei ME permitir ser conquistada – ou não! Isso é uma escolha que cabe somente a você decidir.

    O mais interessante do livro em si, é que as autoras nos faz refletir em diversos assuntos e, querendo ou não, te instiga e pensar fora da caixa. Com relação aos inícios dos capítulos – que eu meu apaixonei – são frases prontas que as mesmas mudaram conceitos. Por exemplo: ”Desejo a todas inimigas vida longa”. No livro: ”Desejo a todas inimigas… um beijo e um abraço”.

    Então pra quem deseja uma leitura que te faça pensar desde quando era uma criança, e analisar por tudo que já passamos e enfrentamos, vale a pena a leitura do mesmo.

    Ah! Sem contar que descobri que elas tem um site MUITO bom <3 que é: Lugar de Mulher.

    O que acharam? Já leram o livro? Conheciam o site?

    Beijos, e até a próxima <3

  • Coréia do Sul
  • 27 abr 2017

    Por que sumi?

    Ei gente, tudo bem?

    Depois de muito tempo sem aparecer por aqui, estou voltando hihi. Sei que desapareci completamente e acabei não concluindo a nossa sessão de posts sobre organização, mas pretendo voltar. Percebi também que sou uma pessoa que vive de ressaca literária. Como manter um blog sem conteúdo literário, não é mesmo? Mas estou conseguindo retornar as minhas leituras, e pretendo o mais rápido possível postar resenhas pra vocês.

    Espero do fundo de meu coração que vocês não me odeiem kkk </3 sou legal, prometo!

    Ah! Mas minha correria tem uma explicação, viu? Comecei a trabalhar, e estou vivendo intensamente o mesmo. Não reclamo, claro! Mas preciso encontrar meu equilíbrio pra voltar a postar conteúdo de qualidade pra vocês, viu? Nem que eu acorde as 05:00 am para deixar posts programados e vocês terem todos os conteúdos necessários que prometi desde o início do blog <3

    Mais uma coisa: pra quem não sabe, o blog tem um instagram. Lá mesmo na correria, consigo postar uma coisa ou outra, ok? Então sigam lá <3 @maisumigliterario

     

  • Seriados
  • 12 abr 2017

    Friends With Better Lives

    Ei gente! Tudo bem?

    Hoje resolvi compartilhar com vocês uma dica de seriado bem gostosa <3

    Com esse ”boom” do mundo de séries, somos bombardeados praticamente todos os dias com séries e promessas de novas séries a todo momento, não é mesmo? Algumas acabam tendo grande repercussão, e outras apenas passam despercebidas. Em minhas incontáveis visitas a Netflix, eis que me deparei com a seguinte série: Friends With Better Lives. 

    Percebi que tratava-se de uma série de comédia, envolvendo adultos com suas vidas feitas, e até mesmo a construção de novas ideias – tudo aquilo que, querendo ou não, passamos em nosso cotidiano. Sendo assim, resolvi dar uma chance – pelo simples fato de ter visto o ator James Van Der Beek – que interpretou ele mesmo na série já cancelada Don’t Trust The B in Apartment 23. 

    Acredito que a maioria das séries que acabo indicando aqui, são de fato séries que infelizmente foram canceladas, porém, por mais que a mesma seja de fato uma comédia sobre as vidas frustradas ou não de seus personagens, me pego morrendo de rir e acompanhando até os últimos episódios </3.

    Sendo assim, Friends With Better Lives irá contar a história de seis amigos: um casal, um divorciado, uma solteirona e um casal que estão noivos. O mais engraçado disso tudo, é que por mais que seja uma série clichê, encontramos graça naquilo que fazem. O bacana do primeiro casal é que por mais que estejam casados e, levando assim, uma vida bem compacta, ainda encontram momentos de felicidades para compartilhar com os amigos e com os filhos – por mais que os filhos não apareçam direito.

    O divorciado é de fato o mais hilário em minha humilde opinião – tendo em vista que o mesmo tenta voltar a todo custo para a sua ex-esposa. O cara faz de tudo – até mesmo pedalar até sua antiga casa para vê-la. A solteirona é aquela típica mulher moderna, que buscou apenas o prazer profissional – onde a vida acabou passando por seus olhos e ela aproveita a mesma como dá. Os novos noivos são bem engraçados também, entretanto não me vi apegada aos dois. A história de ambos é bem complexa, e ao mesmo tempo vale a pena a reflexão: de irem em busca de se conhecerem melhor a partir do momento em que crescem não apenas como seres humanos, mas também como um casal.

    A temática do seriado em si é bem bacana, e acaba mostrando que por mais que estejamos empenhados na busca de nosso sucesso profissional e pessoal, vale a pena termos os nossos momentos com amigos verdadeiros, e além disso, aproveitar da melhor forma possível cada etapa de nossas vidas. Por mais que seja um seriado de primeira temporada que infelizmente não logrou êxito, vale a pena conferir. São poucos episódios de 23 minutos no máximo.

  • Papelaria
  • 3 abr 2017

    LOJAS PARA COMPRAR COISINHAS DE PAPELARIA

    Ei gente! Tudo bem?

    Como vocês sabem, toda segunda-feira trago coisinhas sobre o universo de papel. Isso mesmo! Sempre trago dicas de papelaria aqui no blog. E é por isso que como disse semana passada, hoje estaria indicando algumas lojinhas aqui no Brasil e também fora, porém que entregam aqui <3 Vamos lá?

     

    1ª lojinha: Planner Girl <3

    Se você já tem noção do planner que deseja adquirir, e até mesmo se você não tem noção de qual modelo, vale a pena visitar o site da Chris <3 Lá você encontra cada planner maravilhoso – além dos acessórios que ela também vende. Então, vale super a pena conferir!

     

    2ª lojinha: Happy Planner

    Pra quem já tem em mente que deseja adquirir um Happy Planner, a própria loja da marca disponibiliza e entrega no Brasil. O ruim é que você corre o risco de ser taxada – mas caso deseje arriscar, digo que vale super a pena.

     

     

     

     

    3ª lojinha: AliExpress

    Para meio entendedor meia palavra basta, não é mesmo? Sempre tive receio de comprar fora do país por conta de tributação. Porém – acreditem se quiser – todas as minhas comprar no AliExpress eu nunca fui taxada. Lógico que corro o risco, entretanto ao meu ver, vale sim a pena <3

    4ª lojinha: La Papeterie

    Pra quem deseja encontrar as cada coisa fofa desse universo da papelaria, e não quer correr o risco de ser taxada, vale super a pena visitar o site da La Papeterie. Gente! Minhas primeiras compras como paperlouca foram realizadas lá <3 além disso, as encomendas vem embrulhadas em amor, sério. Não tem como não indicar essa loja maravilhosa. 

     

    5ª lojinha: SisterSister

    Outra lojinha super amor é a SisterSister <3 comecei a minha coleção de washi tapes nesse site, hehe. Minha prima descobriu e me indicou. Juro que entrei em insolvência civil depois que descobri esse site, haha. Mas pra quem gosta, vale também super a pena conhecer. 

    Espero que vocês tenham gostado, e na próxima segunda teremos mais diquinhas de papelaria <3

     

  • Filmes, Precisamos falar sobre
  • 31 mar 2017

    Precisamos Conversar sobre: A Bela e a Fera

     

    Oi gente! Tudo bem com vocês?

    Hoje vim trazer pra vocês a minha opinião sincera de fã de carteirinha de filmes da Disney. Posso garantir que não sou uma expert no assunto, mas me esforço para entender. E o que falar de um dos filmes mais esperados de 2017? 

    Quando descobri que quem iria interpretar Bela seria ninguém menos que Emma Watson, meu coração quase parou. Pra quem me acompanha e me conhece, sabe que sou fã de Harry Potter – e querendo ou não, minha referência para a Emma é de fato os filmes do bruxo. Mas não tem como, gente: ela consegue se destacar em tudo que faz.

    Você consegue ver nitidamente a Bela como sempre foi. A mesma Bela das animações da Disney! A sensação de felicidade explodindo em meu peito quando comecei a cantar as músicas e relembrar de fato a minha infância *-* Chorei como uma verdadeira apaixonada por live-action e ainda mais, ver a nossa pequena Emma Watson evoluindo ainda mais em cada papel. Gente! Maravilhosa demais.

    Além disso, não tem como não se encantar com a fotografia do filme. Tudo tão lindo! Desde a vila onde Bela mora, até os menores detalhes do castelo. O figurino também estava impecável. O filme em si é muito parecido senão igual a animação – e fez os corações de muitos fãs pararem e se encantarem ainda mais pelo filme. Sentimentos são de fato como uma canção, e a partir do momento em que duas pessoas se encontram e resolvem dar uma chance ao amor, independente de beleza exterior, sempre irá valer a pena.

    Pra quem ainda não assistiu, vale a pena o pulinho no cinema para aproveitar. A única coisa que não gostei, é que em algumas partes, ficou muito cantado – e eu não sou muito fã, hehe. Mas fora isso, simplesmente encantada e apaixonada.

     

  • Resenhas
  • 29 mar 2017

    RESENHA: CORTE DE ESPINHOS E ROSAS

     

    Título: Corte de Espinhos e Rosas
    Autor (a): Sarah J. Maas
    Editora: Galera
    Ano: 2015
    Onde comprar: Amazon|Saraiva|Submarino
    Classificação: 5/5 <3


    Sinopse: Ela roubou uma vida. Agora deve pagar com o coração.

    Nesse misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance. Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la… ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

    Oi gente! Como vocês estão? Espero que muito melhor que eu, haha. Hoje ~ finalmente ~ trouxe uma resenha digna para vocês. Faz algum tempo que estava com uma ressaca literária, e adivinhem só: sai dela! uhulll escolhi o livro Corte de Espinhos e Rosas porque uma amiga minha havia indicado, e acabei pegando a toa pra ler. Fazia muito tempo que um livro não me prendia como esse me prendeu. Então, caso você ainda não tenha lido, prepare-se para passar noites acordadas até 04:00 hrs am e depois, não conseguir dormir direito pensando no livro, rs. 

    Bom, existem algumas palavras que traduzem a minha leitura referente à esse livro: Extasie, alegria, raiva, amor, gritos no meio da noite. Como vocês podem ver, são sentimentos totalmente diversos um para com o outro, né? Mas quem já leu, tenho certeza que me entenderá – ou não, haha. 

    A história do livro gira em torno de Feyre: a filha mais nova de três, porém a única que aceita o fato de terem se tornados pobres. No início, já nos deparamos com uma família um tanto quanto sanguessuga – a ponto de deixar a mais nova entrar em uma floresta perigosa para a sobrevivência da família. A mãe de Feyre já faleceu, e com isso, a mesma lhe fez uma promessa – meio que indiretamente – que iria cuidar de sua família. E assim o fez. 

    Seres humanos dividem metade de seu território com feéricos e Grão-feéricos e, por mais que estejam separados por um muro – que está começando a enfraquecer – ainda existem ressentimentos tanto por parte dos feéricos  quanto por parte dos seres humanos. O início do livro, nos mostra uma humana capaz de tudo por sua família, ao ponto de esquecer por completo seu verdadeiro eu, sacrificando assim seus sonhos e desejos para viver em função de uma promessa. 

    Com isso, a mesma indo caçar na floresta para a sobrevivência – mais uma vez – de sua família, Feyre acaba matando um enorme lobo na floresta, e com isso, acaba despertando a ira de Tamlin: um Grão-Feérico de Prythian. Com o decorrer da história, percebemos o quão a personagem cresce, como se tornou uma pessoa disposta a mudanças. Um Feyre forte, determinada e diferente daquela que tivemos um primeiro contato. 

    A capa do livro nos traz a seguinte frase: Ela roubou uma vida. Agora deve pagar com o coração. Meu Jesus! Já me tremi toda lendo essa frase, mas prossegui. Quem me conhece, sabe que sou apaixonada por fantasia, mas esse livro… não sei expressar o que sinto. No início, achei ele meio chatinho porque querendo ou não, precisamos saber o que houve, porquê da separação e etc. Nesse momento, temos apenas a visão dos seres humanos com relação aos feéricos, então meio que indiretamente, já consideramos todos uns monstros. Com o decorrer do livro, vamos nos apaixonando por cada página do livro, cada história, cada personagem ali representado. 

    O livro é muito rico em detalhes! Conseguimos nos transportar para o universo de Prythian, e vivenciar cada momento com Feyre: todas as riquezas do lugar, todas as cores, as belezas infinitas. É lindo! Um dos momentos que mais gostei, foi uma cena específica, que a autora conseguiu descrever em tantos detalhes, que cheguei a chorar kkk. Além disso, essa edição da Galera é linda. As rosas e espinhos em alto-relevo, mesclando com o azul, roxo e ainda ao fundo uma floresta.

    Sendo assim convido a todos que ainda não leram o mesmo, para mergulhar de fato em um universo totalmente magnifico, onde aprendemos junto com a personagem a verdadeira natureza de um ser humano. Natureza essa que nos mostra até que ponto iremos para salvar aqueles que amamos, e ainda, que precisamos aprender a amar. 

      

     

    Página 1 de 512345