• Coréia do Sul
  • 13 fev 2017

    In Memoriam – BIDU <3

    Oi gente!

    Hoje finalmente consegui sentar e compartilhar com vocês um dos dias que com toda a certeza, foi o mais difícil pra mim. Sou mãe de três cachorros: Bidu, Luna e Nina. Confesso que sou apaixonada pelos três, e sou mãe babona mesmo! Por mais que as pessoas possam dizer que não ”existe mãe de cachorro”, e sim dono, sou totalmente contra esse tipo de pensamento. A partir do momento em que você pega amor, você se torna responsável – e me considero como uma mãe pra eles sim.

    Quando me mudei de Cuiabá-MT para o Espírito Santo, vim com duas cachorrinhas. Porém, não tínhamos condições de mantê-las como cuidávamos delas em MT. Quando nos mudamos, passou algum tempo, e elas fugiram de nossa casa, e um senhor pegou e cuidou delas. Depois de algum tempo, descobrimos quem era, e acabamos deixando com ele, tendo em vista que não tínhamos condições para cuidar das duas no estado.

    Em 2009, depois de tanto implorar e não conseguir uma resposta positiva de meu pai para ter um novo cachorrinho, eis que o dono do petshop do bairro onde morávamos disse que haviam encontrado um poodle macho abandonado pela família, e que era muito fofo e super educadinho. Implorei tanto pra minha mãe deixar ele comigo, que ela acabou aceitando e depois minha irmã e eu iríamos nos virar pra conversar com meu pai. Quando ele chegou em nossa casa, nem parecia que tínhamos um cachorro, de tão quietinho que ele era. Tão bonzinho e amoroso <3 tentamos vários nomes, e por fim, minha irmã sugeriu Bidu, e ele logo acatou quando ouviu. Ficou decidido: o nome dele seria Bidu. 

    Brincávamos e cuidávamos dele como se fosse um irmãozinho mais novo – e eu com a minha mania de cuidar e dizer que era meu filho. Diferente dos outros cachorros que tive, Bidu não gostava nada que eu o apertasse – sim, sou meio Felícia tratando-se de cachorro. Mas aos trancos e barrancos fomos nos entendendo e ele aceitava o meu amor exagerado. 

    Cuidamos de Bidu da melhor forma que podíamos! Sabíamos que a qualquer momento ele poderia descansar, pois ele já era idosinho quando o adotamos. Mas não… nosso bebê foi forte. Ficou com a gente até o último momento de sua vida – e olha que ele aproveitou bastante. Lembro-me quando ainda morávamos no bairro em que o adotamos, e ele era conhecido pelas ruas como o ”cachorro mijão” ele não sabia passear… só fazia xixi mesmo, haha. Era simpático, educado e amava as pessoas que demonstravam o mínimo de carinho. Meu anjinho só queria ser amado – tenho certeza que ele foi muito amado por nós. 

    Mas infelizmente eles não são eternos. Assim como nós, o meu príncipe descansou  

    Agradeço imensamente a Deus por ter me dado a  oportunidade de cuidar e de acolher quando o abandonaram na rua. Que falta ele me faz   te amo tanto, meu anjinho. Saiba que a saudade ficou juntamente com o presente mais lindo (Nina) que você me deu.

     

    2 Comentários em “In Memoriam – BIDU <3”

    1. Jessica 13 de Fevereiro de 2017 at 12:18 #

      Aaahhhh ): chorei lendo! Imagina a falta que faz 💔

      • Talita Santana 13 de Fevereiro de 2017 at 13:58 #

        Faz mesmo, miga! <3 🙁

    Deixe um comentário