• Resenhas
  • 28 abr 2017

    RESENHA: LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER

    Título: Lugar de Mulher é onde ela quiser
    Autora (s): Ana Paula Barbi, Clara Averbuck e Mari Messias
    Anos: 2014
    Onde comprar: Amazon
    Classificação: 4/5

    Sinopse: Chega de sites de mulher com dicas de como secar a barriga, como se vestir pra agradar homem, como decorar sua casa com itens caríssimos, como ser poderosa em 12 lições. Chega de “moda” que não cabe na maioria de nós enfiada goela abaixo. Chega de regras determinando como uma mulher deve ser, se portar, falar, existir. O Lugar de Mulher, site criado em 2014 por Ana Paula Barbi, Clara Averbuck e Mari Messias, percebeu o que muitos sites femininos ainda não perceberam: mulher não se interessa só por roupa, cabelo, maquiagem, filhos e enlouquecer seu homem em 16 passos.  Feminismo, cultura pop, corpo, sexo, política, auto-estima, consumo e muito mais você encontrará nesta linda coletânea comemorativa com textos publicados ao longo do primeiro ano de existência do site. Porque lugar de mulher é onde ela quiser.

    Ei gente! Tudo bem? Hoje resolvi trazer um livro muito interessante e um tanto quanto instigante! Em um belo dia, estava buscando e-books no site da Amazon, e eis que me deparo com essa imagem. Minha primeira reação: fiquei chocada! Uma mulher com as penas abertas e um globo terrestre entre elas. A segunda reação: morri de rir. Nisso, me instiguei em comprá-lo e começar a ler o mesmo. Então vamos as minhas considerações!

    Pra quem me conhece, sabe que nunca fui muito adepta ao feminismo. Entretanto, de uns tempos pra cá, comecei a pensar fora da caixa, e simplesmente me encantei por esse movimento que vem arrastando legiões de seguidores. A partir do momento em que me permitir pensar sobre as lutas sociais envolvendo as mulheres, me deparei que não adiantava dizer que não concordava, sendo que sempre fui uma criança feminista kkk.

    Esse livro me fez pensar em tantas coisas. Tantos padrões que nos são impostos desde que éramos apenas meninas. Desde pequenas ouvimos que devemos limpar uma casa – calma que não estou dizendo que deve deixar suja, hein? Minha mãe sempre dizia que uma vez comprou aquela vassoura de madeira pequena e um rodo pra eu ”brincar”. E diz ela que nunca toquei no mesmo, porque sempre questionava o porquê de ganhar aquilo – sem contar que nunca ”brinquei” com ele, hehe.

    Além disso, o próprio livro nos traz reflexões que vemos todos os dias em nossa sociedade, como por exemplo, revistas femininas que dão dicas de ”como conquistar um homem”… meu amor, preciso me conquistar, me amar, me aceitar e só assim, poderei ME permitir ser conquistada – ou não! Isso é uma escolha que cabe somente a você decidir.

    O mais interessante do livro em si, é que as autoras nos faz refletir em diversos assuntos e, querendo ou não, te instiga e pensar fora da caixa. Com relação aos inícios dos capítulos – que eu meu apaixonei – são frases prontas que as mesmas mudaram conceitos. Por exemplo: ”Desejo a todas inimigas vida longa”. No livro: ”Desejo a todas inimigas… um beijo e um abraço”.

    Então pra quem deseja uma leitura que te faça pensar desde quando era uma criança, e analisar por tudo que já passamos e enfrentamos, vale a pena a leitura do mesmo.

    Ah! Sem contar que descobri que elas tem um site MUITO bom <3 que é: Lugar de Mulher.

    O que acharam? Já leram o livro? Conheciam o site?

    Beijos, e até a próxima <3

    2 Comentários em “RESENHA: LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER”

    1. André 24 de junho de 2017 at 00:10 #

      Oi Talita,
      A mulher pode ser o que ela quiser realmente. Cabe a ela decidir. Não precisa seguir rótulos nem a moda atual. Interessante como ser feminista, hoje, virou um padrão. Pense, aja, seja você!!! Seja Maria, Joana, Ana, seja mulher! Seja um ser humano de coração e alma!
      Beijos,
      André | Garotos Perdidos
      http://www.garotosperdidos.com

      • Talita Santana 27 de junho de 2017 at 15:29 #

        Ei André <3

        Concordo com você: não precisamos de rótulos para viver nossas vidas. Precisamos sim é buscar nossa humanidade se seguirmos como tal <3

    Deixe um comentário