TAG: brasil
  • Filmes
  • 22 mar 2017

    Uma Loucura de Mulher

     

    Ei gente! Tudo bem?

    Estou voltando aos poucos com as indicações de filmes/séries e doramas as quartas com fazia antes. Com isso, vocês voltaram a ter conteúdo três vezes na semana ^^ gostaria de ter a disponibilidade de postar todos os dias, porém, preciso estudar para a OAB, faculdade e etc. Mas, prometo compensar com as dicas e tenho certeza que irão amar.

    Hoje resolvi trazer para vocês um filme nacional e que me surpreendeu bastante! Algumas pessoas ainda possuem certo pré-conceito com relação ao cinema nacional, porém se pararmos para analisar, percebemos que o país está crescendo sim na indústria cinematográfica.

    Sem mais delongas, espero ansiosamente que vocês possam aproveitar desse post, e quem sabe, assistir ao filme.

    Uma Loucura de Mulher conta a história de Lúcia uma típica esposa de político; e no começo do filme, nos deparamos com uma situação inusitada. No decorrer do filme, percebemos que o marido de Lúcia é um político corrupto – novidade – e que traí a esposa – um típico clichê dos filmes nacionais.

    Mas o mais interessante – e que chamou a minha atenção – é que Lúcia era dançarina <3 a personagem largou o sonho de ballet para seguir seu marido para Brasília. Por conta de uma confusão causada por Lúcia, e também pelo próprio marido, a mesma pega um avião e volta para o Rio de Janeiro – o antigo bairro que morava antes de ir embora sem olhar para o seu passado.

    Com esse turbilhão de coisas acontecendo em sua vida e em seu casamento, Lúcia resolve aproveitar um pouco a vida, e além disso, procurar o seu primeiro amor. Nesse meio tempo, a personagem começa a se reencontrar não apenas como mulher mas também como ser humano. Lembrar dos pequenos detalhes da vida que fazem toda a diferença, das amizades que são realmente sinceras e lembrar de seus momentos como menina no apartamento de seu pai.

    Uma Loucura de Mulher é um filme dirigido por Marcus Ligocki e com um grande elenco como Mariana Ximenes, Bruno Garcia, Sérgio Guizé (aquele ator que parece muito com o Selton Mello <3) entre ouros grandes atores e atrizes nacionais. Além disso, a fotografia do filme é incrível – com cenas maravilhosas do Rio de Janeiro.

    Pra quem procura um filme leve e romântico brasileiro, vale a pena conferir – e sim, o filme tem na Netflix. 

     

  • Pensamentos
  • 8 mar 2017

    Feliz (?) Dia Internacional da Mulher

    Olhando algumas publicações em sites, facebook e até mensagens compartilhadas através do WhatsApp e Messenger, pude analisar que o dia internacional da mulher está sendo comemorado como forma de incentivo ao consumo por muitos lojistas – não os critico por isso. Pude ainda perceber que, por mais que algumas pessoas se ”considerem a favor da igualdade dos gêneros”, estão aproveitando esse momento para gerar mais polêmica com relação ao feminismo – não estou aqui para compactuar ou não sobre determinada assunto, mas fazer com que as pessoas possam olhar para o passado, afim de evitar os mesmo erros no presente.

    Nós mulheres já sofremos muito por sermos apenas mulheres. Sim. Qualquer cultura que você pegue para estudar a história, sempre existe a predominação do patriarquismo. Mulheres eram tratadas como um mísero ser humano. Sem valor. E olhando tudo o que já vivenciamos através da história, percebemos que conseguimos conquistar muitos direitos. Mulheres essas que no passado, lutaram para serem reconhecidas como mulheres capazes e dotadas de inteligência assim como qualquer outro ser humano. Mulheres que fizeram a diferença em seu século. 

    Mas porquê associar feminismo à essa data, Talita? Porque foi através desse movimento que começamos a ter direito a voto, a receber propriedades caso a família não tivesse filhos homens. Ou seja: a luta por nossos direitos começou sim com o movimento feminismo. 

    Em uma publicação de alguma página fazendo uma comparação à Bruno – ex-goleiro do flamengo – algumas pessoas criticavam o posicionamento do STF em conceder através de uma decisão provisória a soltura do mesmo. Além disso, pesquisando sobre o caso na mídia, eis que me deparo com a seguinte notícia: ”goleiro recebe a proposta de nove clubes e desses nove, dois são da série a”, e ainda tivemos torcedores do próprio time pedindo o retorno do goleiro. Por conta disso, uma pessoa comentou que se fosse a Eliza Samudio, não iria conseguir um emprego, seria xingada por todos na rua e tudo mais. E isso me fez pensar o seguinte: até que ponto está indo a razão do ser humano? Melhor: a razão da sociedade brasileira?

    Temos duas histórias sendo comparadas por conta de uma soltura: um homem que mandou assassinar uma mulher, e entregar o corpo para cachorros e uma mulher que esquartejou seu marido e colocou os pedaços em uma mala. Um que está sendo requisitado por times e pedidos de selfies; e uma outra que caso saia, possa sim ser xingada, perseguida por ter matado seu marido. Não estou aqui para dizer que um crime justifica o outro – longe de mim.

    Estou aqui para fazer com que você, caro leitor, possa pensar sobre como a sociedade brasileira está doente. Os dados levantados com relação à lei maria da penha são absurdos. Quantas mulheres continuam sendo agredidas por seus parceiros, mortas e estupradas levando assim, todas as conquistas e glórias do passado por água a baixo? Até quando a nossa bandeira verde e amarela será sujada por sangue por conta da violência contra a mulher? Precisamos dar um basta nisso. Repensar nossas atitudes e estarmos acordadas e esperançosas por um país que não só exalte as curvas de uma mulher mas sim um país que está preparado para abraçar e proteger cada mulher de sua sociedade. 

    Por conta disso, reflita sobre seus posicionamentos, pensamentos e só assim, deseje de fato um feliz dia internacional para as mulheres de sua vida <3

  • Dicas
  • 26 jan 2017

    Viagem para Gramado

    Ei pessoal! Tudo bem?
    Hoje resolvi trazer um post diferente pra vocês ❤ Na verdade, gostaria de pedir desculpas pelo sumiço, viu? Fiquei uma semana em Gramado/RS, e acabei não postando nada. Levei dois livros + o Kindle pra ler. Vocês leram? Porque eu não, haha. Pensei que conseguiria pelo menos antes de dormir, mas andei e aproveitei tanto a cidade, que acabei não tendo tempo para ler, haha.
    Bom, pra quem ainda não conhece a cidade, vou deixar alguns dados sobre Gramado, e contarei minha experiência como a primeira viagem grande que fiz em família – sim, não viajamos muito, e depois dessas férias, tiramos como lição que devemos sim aproveitar todos os momentos em família, e isso inclui viajar mais ❤
    INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
    Gramado é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Localiza-se na Serra Gaúcha, mais precisamente na Região das Hortênsias, a uma latitude 29º 22′ 44″ sul e a uma longitude 50º 52′ 26″ oeste, estando a uma altitude de 830 metros. Sua população estimada em 2013 é de 34 110 habitantes. Possui uma área de 237,019 quilômetros quadrados. Seu principal acesso se dá através da RS-115, embora também seja atendida pelas rodovias RS-235 e RS-373.
    Sua demografia é etnicamente variada, com forte influência alemã e italiana, o que se reflete especialmente na culinária e na arquitetura urbana e rural. Com uma economia voltada ao turismo, a cidade recebe, anualmente, cerca de milhões de turistas nacionais e estrangeiros.
    Gramado/RS

                                               Site: Por aí de Mochila
    Bom gente, minha experiência em Gramado é: quem tiver a oportunidade de visitar a cidade pelo menos em alguma temporada, vá! Vale super a pena a experiência. Pegamos a temporada do Natal Luz *-* pensa em uma cidade que você respira o Natal? É lindo demais! Todos os dias tem programações na cidade, além de vários passeios que você pode estar fazendo.  Infelizmente tirei poucas fotos da cidade. Sim! Esqueci minha câmera em casa, e acabei levando apenas o celular. E não tem como: paguei de blogueirinha mesmo, haha. Tirei várias fotos pessoais – não tem como uma foto ficar feia nessa cidade, gente.

     

    Fiquei hospedada em uma pousada muito fofa: Hotel Pequeno Bosque. Ela é uma delícia, e além do café da manhã ser maravilhoso, hehe. Além disso, a pousada é super localizada, e dá pra ir andando para o centro de Gramado – acho que não engordei, pelo fato de andar a mesma proporção que eu comi kkk.

    Disseram que estava fazendo bastante calor esses dias por lá, e em nosso primeiro dia, pegamos uma noite assim: neblina total. Gramado é um tanto quanto louco, haha. Minha mãe disse que você tem todas as estações em um único dia. O restante da semana, fez muito calor, mas a noite esfriava bem pouquinho – mas pra capixaba qualquer vento é frio, então não posso dizer a vocês se fez ou não frio.

    Visitamos também o Parque das Lavandas. Pensa em um lugar cheiroso? Parecia o jardim do livro O Jardim Secreto. O rapaz que estava conosco disse que o local é uma propriedade, onde o proprietário abriu para o público. Um dos lugares mais cheirosos que já fui na vida, sério. Muito gostoso! Além disso, a entrada toda de Gramado tem Hortênsias gente! Ou seja, amor ao quadrado.

     

    Visitamos também alguns Museus, como o Mundo do Vapor e o Museu de Cera. Conhecemos a Fábrica de Perfumes, O Mundo dos Cristais, Mini Mundo e o Lago Negro.

    Além dessas experiências, podemos conhecer ainda a Snowland: o maior parque de neve artificial da América Latina. No dia em que estávamos lá, se eu não me engano, estava em -5º negativo, haha. E pra quem deseja tomar um chocolate quente lá dentro, prepare-se: pois na hora em que tomei, parece que fiquei com mais frio kkk.

    P.S.: como minhas mãos doeram quando larguei essa neve, viu? haha.
    Eu, Talita, tive uma maravilhosa experiência em Gramado. Amei tudo! A população é muito simpática, muito receptiva. Parecia que estávamos em outro país, sério. Uma coisa que me chocou por completo: a cidade não tem semáforo. Isso mesmo! Eles utilizam apenas as rotatórias e faixa de pedestres. Você não encontra lixo pela cidade e também não encontra mendigos por lá. Fiquei muito encantada com tudo! E é por isso que indico Gramado para quem deseja sair um pouco da correria do dia a dia e conhecer um pedacinho da Alemanha/Itália aqui em nosso país.