TAG: editoragalera
  • Resenhas
  • 29 mar 2017

    RESENHA: CORTE DE ESPINHOS E ROSAS

     

    Título: Corte de Espinhos e Rosas
    Autor (a): Sarah J. Maas
    Editora: Galera
    Ano: 2015
    Onde comprar: Amazon|Saraiva|Submarino
    Classificação: 5/5 <3


    Sinopse: Ela roubou uma vida. Agora deve pagar com o coração.

    Nesse misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance. Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la… ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

    Oi gente! Como vocês estão? Espero que muito melhor que eu, haha. Hoje ~ finalmente ~ trouxe uma resenha digna para vocês. Faz algum tempo que estava com uma ressaca literária, e adivinhem só: sai dela! uhulll escolhi o livro Corte de Espinhos e Rosas porque uma amiga minha havia indicado, e acabei pegando a toa pra ler. Fazia muito tempo que um livro não me prendia como esse me prendeu. Então, caso você ainda não tenha lido, prepare-se para passar noites acordadas até 04:00 hrs am e depois, não conseguir dormir direito pensando no livro, rs. 

    Bom, existem algumas palavras que traduzem a minha leitura referente à esse livro: Extasie, alegria, raiva, amor, gritos no meio da noite. Como vocês podem ver, são sentimentos totalmente diversos um para com o outro, né? Mas quem já leu, tenho certeza que me entenderá – ou não, haha. 

    A história do livro gira em torno de Feyre: a filha mais nova de três, porém a única que aceita o fato de terem se tornados pobres. No início, já nos deparamos com uma família um tanto quanto sanguessuga – a ponto de deixar a mais nova entrar em uma floresta perigosa para a sobrevivência da família. A mãe de Feyre já faleceu, e com isso, a mesma lhe fez uma promessa – meio que indiretamente – que iria cuidar de sua família. E assim o fez. 

    Seres humanos dividem metade de seu território com feéricos e Grão-feéricos e, por mais que estejam separados por um muro – que está começando a enfraquecer – ainda existem ressentimentos tanto por parte dos feéricos  quanto por parte dos seres humanos. O início do livro, nos mostra uma humana capaz de tudo por sua família, ao ponto de esquecer por completo seu verdadeiro eu, sacrificando assim seus sonhos e desejos para viver em função de uma promessa. 

    Com isso, a mesma indo caçar na floresta para a sobrevivência – mais uma vez – de sua família, Feyre acaba matando um enorme lobo na floresta, e com isso, acaba despertando a ira de Tamlin: um Grão-Feérico de Prythian. Com o decorrer da história, percebemos o quão a personagem cresce, como se tornou uma pessoa disposta a mudanças. Um Feyre forte, determinada e diferente daquela que tivemos um primeiro contato. 

    A capa do livro nos traz a seguinte frase: Ela roubou uma vida. Agora deve pagar com o coração. Meu Jesus! Já me tremi toda lendo essa frase, mas prossegui. Quem me conhece, sabe que sou apaixonada por fantasia, mas esse livro… não sei expressar o que sinto. No início, achei ele meio chatinho porque querendo ou não, precisamos saber o que houve, porquê da separação e etc. Nesse momento, temos apenas a visão dos seres humanos com relação aos feéricos, então meio que indiretamente, já consideramos todos uns monstros. Com o decorrer do livro, vamos nos apaixonando por cada página do livro, cada história, cada personagem ali representado. 

    O livro é muito rico em detalhes! Conseguimos nos transportar para o universo de Prythian, e vivenciar cada momento com Feyre: todas as riquezas do lugar, todas as cores, as belezas infinitas. É lindo! Um dos momentos que mais gostei, foi uma cena específica, que a autora conseguiu descrever em tantos detalhes, que cheguei a chorar kkk. Além disso, essa edição da Galera é linda. As rosas e espinhos em alto-relevo, mesclando com o azul, roxo e ainda ao fundo uma floresta.

    Sendo assim convido a todos que ainda não leram o mesmo, para mergulhar de fato em um universo totalmente magnifico, onde aprendemos junto com a personagem a verdadeira natureza de um ser humano. Natureza essa que nos mostra até que ponto iremos para salvar aqueles que amamos, e ainda, que precisamos aprender a amar.