TAG: Inglaterra
  • Seriados
  • 28 jan 2017

    Outlander

    Ei gente! Tudo bem?

    Hoje vim trazer para vocês uma dica de série fresquinha que estou amando acompanhar. Para quem me conhece, sabe que não sou muito chegada em romances de época – entretanto, sou completamente apaixonada por séries históricas.

    Quando ouvi falar sobre a série, fiquei muito curiosa com o que ouvi, haha. Mas acabei deixando um pouquinho de lado por conta de outras séries que estava acompanhando na época. Mas agora quero trazer para vocês a minha versão e opinião sobre a primeira temporada de Outlander.

    Acredito que a frase que faz jus ao seriado seja: um coração divido entre dois amores. Mas não estamos falando de quaisquer amores. Estamos falando de amores que ultrapassam a barreira do tempo. O seriado nos é apresentado um casal que logo simpatizei de cara: Clarie Randall e Frank Randall. Ela uma enfermeira e ele um historiador (pelo menos foi isso que entendi assistindo). Ambos estão a serviço da Inglaterra na Segunda Guerra Mundial.

    Com o término da guerra, ela reencontra seu marido e eles partem para uma ‘’segunda lua de mel’’ na Escócia. Frank está interessado em descobrir mais sobre seus antepassados, e Clarie está realmente focada em aproveitar melhor os momentos com seu querido e amado marido. Em uma noite nada comum, Frank convida Clarie para eles assistirem a um ‘’evento’’ em Craigh Na Dun (umas pedras antigas que a população local acredita ser um círculo mágico). Clarie fica tão encantada que acaba voltando sem Frank para Craigh Na Dun, e a partir do momento em que houve algo além da pedra, é levada para a Escócia de 1743.

    A partir do momento em que ela sai de seu século e vai para o ano de 1743, Clarie precisa aprender a viver como uma moça da época vigente, e se acostumar com os costumes e tudo ao seu redor. Além disso tudo, precisa encontrar um meio para voltar para o seu marido – e tentar não se encantar por Jamie Fraser.

    Gente! Que seriado é esse? Sério. Estou perdidamente apaixonada e encantadíssima por toda a temática envolvida da história. Confesso que ainda não li o livro, entretanto, estou tão conectada com a história do seriado, que não consigo pensar em mais nada a não ser Outlander.

    Outlander nos convida a apreciar um cenário totalmente diferente de tudo que já assistimos de séries históricas, e nos ensina a apreciar todos os momentos ao lado de pessoas que amamos. Não sei se acredito muito em vidas passadas, mas quando assisti essa série, fiquei pensando: acho que minha alma gêmea está perdida em outro século.

    Então para quem deseja se envolver em uma série nova, vale a pena apostar em Outlander.

     

    Imagens retiradas do Google.