TAG: turista
  • Dicas
  • 26 jan 2017

    Viagem para Gramado

    Ei pessoal! Tudo bem?
    Hoje resolvi trazer um post diferente pra vocês ❤ Na verdade, gostaria de pedir desculpas pelo sumiço, viu? Fiquei uma semana em Gramado/RS, e acabei não postando nada. Levei dois livros + o Kindle pra ler. Vocês leram? Porque eu não, haha. Pensei que conseguiria pelo menos antes de dormir, mas andei e aproveitei tanto a cidade, que acabei não tendo tempo para ler, haha.
    Bom, pra quem ainda não conhece a cidade, vou deixar alguns dados sobre Gramado, e contarei minha experiência como a primeira viagem grande que fiz em família – sim, não viajamos muito, e depois dessas férias, tiramos como lição que devemos sim aproveitar todos os momentos em família, e isso inclui viajar mais ❤
    INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
    Gramado é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Localiza-se na Serra Gaúcha, mais precisamente na Região das Hortênsias, a uma latitude 29º 22′ 44″ sul e a uma longitude 50º 52′ 26″ oeste, estando a uma altitude de 830 metros. Sua população estimada em 2013 é de 34 110 habitantes. Possui uma área de 237,019 quilômetros quadrados. Seu principal acesso se dá através da RS-115, embora também seja atendida pelas rodovias RS-235 e RS-373.
    Sua demografia é etnicamente variada, com forte influência alemã e italiana, o que se reflete especialmente na culinária e na arquitetura urbana e rural. Com uma economia voltada ao turismo, a cidade recebe, anualmente, cerca de milhões de turistas nacionais e estrangeiros.
    Gramado/RS

                                               Site: Por aí de Mochila
    Bom gente, minha experiência em Gramado é: quem tiver a oportunidade de visitar a cidade pelo menos em alguma temporada, vá! Vale super a pena a experiência. Pegamos a temporada do Natal Luz *-* pensa em uma cidade que você respira o Natal? É lindo demais! Todos os dias tem programações na cidade, além de vários passeios que você pode estar fazendo.  Infelizmente tirei poucas fotos da cidade. Sim! Esqueci minha câmera em casa, e acabei levando apenas o celular. E não tem como: paguei de blogueirinha mesmo, haha. Tirei várias fotos pessoais – não tem como uma foto ficar feia nessa cidade, gente.

     

    Fiquei hospedada em uma pousada muito fofa: Hotel Pequeno Bosque. Ela é uma delícia, e além do café da manhã ser maravilhoso, hehe. Além disso, a pousada é super localizada, e dá pra ir andando para o centro de Gramado – acho que não engordei, pelo fato de andar a mesma proporção que eu comi kkk.

    Disseram que estava fazendo bastante calor esses dias por lá, e em nosso primeiro dia, pegamos uma noite assim: neblina total. Gramado é um tanto quanto louco, haha. Minha mãe disse que você tem todas as estações em um único dia. O restante da semana, fez muito calor, mas a noite esfriava bem pouquinho – mas pra capixaba qualquer vento é frio, então não posso dizer a vocês se fez ou não frio.

    Visitamos também o Parque das Lavandas. Pensa em um lugar cheiroso? Parecia o jardim do livro O Jardim Secreto. O rapaz que estava conosco disse que o local é uma propriedade, onde o proprietário abriu para o público. Um dos lugares mais cheirosos que já fui na vida, sério. Muito gostoso! Além disso, a entrada toda de Gramado tem Hortênsias gente! Ou seja, amor ao quadrado.

     

    Visitamos também alguns Museus, como o Mundo do Vapor e o Museu de Cera. Conhecemos a Fábrica de Perfumes, O Mundo dos Cristais, Mini Mundo e o Lago Negro.

    Além dessas experiências, podemos conhecer ainda a Snowland: o maior parque de neve artificial da América Latina. No dia em que estávamos lá, se eu não me engano, estava em -5º negativo, haha. E pra quem deseja tomar um chocolate quente lá dentro, prepare-se: pois na hora em que tomei, parece que fiquei com mais frio kkk.

    P.S.: como minhas mãos doeram quando larguei essa neve, viu? haha.
    Eu, Talita, tive uma maravilhosa experiência em Gramado. Amei tudo! A população é muito simpática, muito receptiva. Parecia que estávamos em outro país, sério. Uma coisa que me chocou por completo: a cidade não tem semáforo. Isso mesmo! Eles utilizam apenas as rotatórias e faixa de pedestres. Você não encontra lixo pela cidade e também não encontra mendigos por lá. Fiquei muito encantada com tudo! E é por isso que indico Gramado para quem deseja sair um pouco da correria do dia a dia e conhecer um pedacinho da Alemanha/Itália aqui em nosso país.